State-of-the-art on monolingual lexicography for Brazil (Brazilian Portuguese)

  • Tanara Zingano Kuhn University of Coimbra, Portugal
Keywords: Brazilian Portuguese, Brazilian lexicography, monolingual dictionaries

Abstract

This paper is a minireview of the current status of monolingual lexicography in Brazil. Firstly, a brief contextualization of the origins of Brazilian Portuguese dictionary-making is provided. Then, an account of contemporary monolingual dictionaries is given and a more detailed overview on print, digital, spelling, and school dictionaries is presented. Next, research into dictionary use is reviewed. Finally, the perception among the Brazilians with regards to corpora and use of crowdsourcing in lexicography is discussed.

Downloads

Download data is not yet available.

References

Dictionaries and lexicographic resources:

Academia Brasileira de Letras. Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa - VOLP (2009). 5ª edição. São Paulo: Global.

Aulete, C. (2011). Novíssimo Aulete dicionário contemporâneo da língua portuguesa / Caldas Aulete; [organizador Paulo Geiger]. Rio de Janeiro: Lexikon.

Aulete Digital. Available at: http://www.aulete.com.br/

Barroso, G. and Lima, H. (1938). Pequeno dicionário brasileiro da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

Bechara, E. (coord.) (2017). Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa. 6.ª edição. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Letras. Available at: http://voc.cplp.org/index.php?action=von&von=br

Borba, F. da S. (2002). Dicionário de usos do português do Brasil. São Paulo: Ática.

Borba, F. da S. (2004). Dicionário UNESP do português contemporâneo. São Paulo: Editora da UNESP.

Borba, F. da S. (2011). Dicionário UNESP do português contemporâneo. Curitiba: Piá.

Houaiss, A. and Villar, M. de S. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

Michaelis Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa (2015). Rosana Trevisan (ed.). Melhoramentos Publishers. Available at: http://michaelis.uol.com.br [15 April 2018]

Other:

Baxter, A. (1992). Portuguese as a pluricentric language. In M. Clyne (ed.) Pluricentric languages: Differing norms in different nations. Berlin, New York: Mouton de Gruyter, pp. 11-43.

Biderman, M. T. C. (2000). Aurélio: sinônimo de dicionário? ALFA: Revista de Linguística, 44, 27–55.

Biderman, M. T. C. (2003). Dicionários do português: da tradição à contemporaneidade. ALFA, 47(1), 53–69.

Brasil. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica (2012). Com direito à palavra: dicionários em sala de aula. [Elaboração: Egon Rangel]. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica.

Ferreira, J. P., Correia, M., and Almeida, G. de B. (orgs.) (2017). Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa. Praia: Instituto Internacional da Língua Portuguesa/Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.

Finatto, M. J. B. (1996). Da lexicografia brasileira (1813-1991): a microestrutura dos dicionários gerais de língua. Linguística (ALFAL), 8, 53–87.

FNDE (2017). Programas do livro. Dados estatísticos. Available at: http://www.fnde.gov.br/programas/programas-do-livro/livro-didatico/dados-estatisticos [20 April 2018]

Frankenberg-Garcia, A. (2017). The lexicography of Portuguese. In: P. Hanks & GM. de Schryver (eds) International Handbook of Modern Lexis and Lexicography. Springer, Berlin, Heidelberg https://doi.org/10.1007/978-3-6

IBGE (2018a). Acesso à internet e à televisão e posse de telefone móvel celular para uso pessoal : 2016. Rio de Janeiro. Available at: https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=2101543 [15 April 2018]

IBGE (2018b). Projeção da população do Brasil e das Unidades da Federação. Available at: https://www.ibge.gov.br/apps/populacao/projecao/ [15 April 2018]

Krieger, M. da G. (2008). Políticas públicas e dicionários para escola: o Programa Nacional do Livro Didático e seu impacto sobre a lexicografia didática. Cadernos de Tradução, 2(18), 235–252.

Krieger, M. da G. (2012). O léxico do português do Brasil em dicionários. In T. Lobo, Z. Carneiro, J. Soledade, A. Almeida, & S. Ribeiro (Eds.), Rosae: linguística histórica, história das línguas e outras histórias [online] (pp. 391–400): Salvador: EDUFBA. https://doi.org/10.7476/9788523212308

Krieger, M. da G., Müller, A. F., Garcia, A. R. da R., and Batista, R. P. (2006). O século XX, cenário dos dicionários fundadores da lexicografia brasileira: relações com a identidade do português do Brasil. ALFA, 50(2), 173–187.

Lopes, R. J. (2009). A língua do Brasil, palavra por palavra. Unespciência, 26–29.

Neves, M. H. de M. (2012). A análise funcionalista e o estabelecimento de quadros categoriais na gramática. Revista Estudos Linguísticos, 20(1), 99–117.

Nunes, J. H. (2004). Levantamento bibliográfico de dicionários brasileiros de língua portuguesa: uma interpretação discursiva. Estudos Lingüísticos XXXIII, 805–810.

Nunes, J. H. (2006). Dicionários no Brasil: análise e história do século XVI ao XIX. Campinas: Pontes

Nunes, J. H. (2008). Dicionário, sociedade e língua nacional: o surgimento dos dicionários monolíngües no Brasil (pp. 353-374): In I. S. Lima & L. do Carmo (Eds.). História social da língua nacional. Rio de Janeiro: Edições Casa de Rui Barbosa.

Perini, M. A. (2017). Gramática Descritiva do Português Brasileiro. Petrópolis, RJ: Vozes

PNLD - Programa Nacional do Livro e do Material Didático. Available at: http://portal.mec.gov.br/pnld/apresentacao

Reto, L.A., Machado, F.L., and Esperança, J.P. (2016). Novo atlas da língua portuguesa. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda.

Welker, H. A. (2010). Dictionary use: A general survey of empirical studies. Brasília: Author’s Edition.

Published
2019-11-13
How to Cite
Zingano Kuhn, T. (2019). State-of-the-art on monolingual lexicography for Brazil (Brazilian Portuguese). Slovenščina 2.0: Empirical, Applied and Interdisciplinary Research, 7(1), 98–112. https://doi.org/10.4312/slo2.0.2019.1.98–112
Section
Minireviews